31/05/2015

 

TAMBÉM NA COVA DOS LEÕES O SENHOR É DEUS!
(Daniel 6.13-22)

 

 

Estamos no ano da restauração do altar e certamente entraremos em níveis de conquista sobrenaturais, porque nosso Deus é fiel e jamais falhará. Ele está a procura daqueles que entendem este tempo e não retrocedem. Na Bíblia vamos encontrar vários homens e mulheres de Deus que marcaram seu tempo e não retrocederam, apesar de terem enfrentado situações nada agradáveis em alguns momentos em suas vidas. Precisamos aprender com aqueles que nos precederam na caminhada com Deus. Um desses referenciais é Daniel.

 

O profeta Daniel era um homem temente a Deus. Não negociava a sua fé nem a sua determinação de andar na presença do único Deus, a quem decidira somente honrar. Por causa da sua fidelidade a Deus foi honrado por reis que dominaram sobre Israel (Dario, Ciro, Nabucodonozor). Ele honrava a Deus e Deus o honrava, independente da situação em que estivesse. Entretanto, justamente por causa da sua decisão em relação a Deus, acabou por sofrer retaliações terríveis. Por isso, acabou incomodando seus inimigos que reagiram e, para arruiná-lo, armaram uma armadilha para ele.

 

O SERVO DE DEUS NÃO ESTÁ ISENTO DAS ARAPUCAS DO INIMIGO.

Muitas vezes o inimigo tenta nos pegar pela nossa própria fé. Daniel, por sua determinação de não negociar a sua fé e não se curvar diante do rei Nabucodonozor, acabou sendo jogado na cova dos leões para ser devorado por eles. Os inimigos de Daniel, movidos pelo ciume, arrumaram um jeito legal de derrotá-lo, apoiando-se na sua fé e na sua determinação de servir a Deus. Mesmo Daniel, fiel e temente a Deus, não esteve isento das arapucas do inimigo.

 

Assim como os inimigos de Daniel usaram a sua própria confissão de fé para tentar derrubá-lo, também hoje, o inimigo cria situações para nos inviabilizar, muitas vezes apoiando-se na nossa fé em Deus. Em muitos casos o inimigo leva ao pensamento de que para não se ficar mal com os homens é preciso desobedecer a Deus. Às vezes, ele induz ao raciocínio de que para sustentarmos uma aliança com alguém podemos quebrar nossa aliança com Deus. Muitos são levados pelo inimigo a pensar que, em certas circunstâncias, obedecer a Deus é legalismo, fanatismo, ilógico. Outra ação maligna é afirmar que ser fiel e obedecer a Deus, em certas situações, é pura insensatez, pois poderá levar à morte, à derrota e à perda de prestígio. Uma ação muito comum do inimigo contra os fiéis do Senhor é levá-los a crer que em certos momentos e em certas circunstâncias, não devemos obedecer ao Senhor porque seria loucura, como por exemplo confessar a fé e entregar os dízimos e ofertas.

 

Mas não importa o que os homens digam, nem o que o inimigo intenta, o fato é que o Senhor livra os Seus! A palavra das autoridades era: “Não tem jeito. Acabou! Quis obedecer a Deus, agora está em maus lençóis. Seu fanatismo o levou à derrota” (v. 15.17). Entretanto o Senhor é Deus e não desampara os que O temem (v. 19-22).  Nenhuma cova ou leão é maior que o nosso Deus. No tempo devido Ele enviará o Seu anjo, que fechará a boca desse leão ameaçador que entrou em sua história para devorar sua vida, sua fé, sua esperança, sua família, seu ministério, seu chamado, seus sonhos. Deus livrou Daniel! O Senhor é Deus e livrará você também! Aleluia!

 

POR QUE DEUS FECHOU A BOCA DOS LEÕES E LIVROU DANIEL?

Deus não Se impressiona nem Se move por causa de covas ou leões, mas pelo Seu carater e pela aliança que Ele tem com os Seus filhos. Ele livrou Daniel porque em Daniel havia o carater de um homem de aliança com o Eterno, algo que precisa ser encontrado também em nós. Deus fechou a boca dos leões e livrou Daniel pelo menos pelos seguintes motivos:

a- Porque Deus é fiel à sua Palavra.

b- Porque Deus honra aqueles que O honram.

c- Porque Daniel era santo e Deus achou nele inocência e não culpa (v.22)

d- Porque Daniel creu em Deus (v.23).

e- Porque Daniel não deixou de fazer o que era correto diante do Senhor, mesmo em situações de crise.

f- Porque Daniel não cedeu à pressão dos grandes, nem à mentalidade mundana do seu tempo.

g- Porque Daniel resistiu à pressão de pecar contra Deus, mesmo que por pouco tempo (30 dias – v.12).

h- Porque Daniel entendeu que mais importante do que ficar bem com os homens era ficar bem com Deus.

 

E você? Está em alguma “cova de leões”? Foi lançado ali por manobras inimigas? Então firme-se na sua aliança com Deus, sustente a sua fé e espere pelo livramento que o Senhor lhe trará. Não murmure, nem declare que o Senhor lhe abandonou. No tempo devido, sem que você compreenda os meios usados por Deus, o anjo do Senhor entrará em ação e sua história será mudada, em nome de Jesus Cristo. Aleluia!

 

No amor do Senhor do Altar.

 

Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos.

 

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

  • Você está em alguma cova de leões? Em qual área de sua vida?

  • Você crê que mesmo nessa cova o Senhor é Deus e pode livrar você?

  • Com base no carater de Daniel, por que Deus livraria você dessa situação?

  • O que falta a você para que esses leões tenham suas bocas fechadas elo anjo do Senhor?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES