26/04/2015

 

RESTAURANDO A FÉ NO DEUS QUE ABRE CAMINHOS INIMAGINÁVEIS!
(Êxodo 14.13-16, 21-22)

 

 

No relato bíblico vemos que o povo de Deus estava vivendo uma situação agradavel e, ao mesmo tempo, crítica. Era agradavel porque estava livre do jugo da escravidão, mas era crítica por causa do grande desafio à sua frente: continuar confiando no Deus que o libertou de uma escravidão de mais de quatro séculos. Olhando para trás via os egípcios se aproximando para levá-los de volta ao cativeiro recém-deixado, olhando para adiante via o terrivel obstáculo de um grande mar que o impedia de prosseguir em direção à Terra Prometida. A situação era crítica, tanto para aquele povo como para Moisés, seu líder.

 

O fato é que ainda hoje muitos cristãos estão vivendo situação semelhante. Há, atrás de si, um passado que os ameaça e os chama de volta, procurando levá-los à desistência e, adiante de si, a Terra Prometida, a promessa de uma vida abundante, vitoriosa e frutífera; mas, para chegar lá, precisam vencer a crise do presente: a barreira do mar. A crise está em não querer voltar à situação do passado, ao mesmo tempo em que não consegue romper no presente para alcançar o futuro de bênçãos e vitórias!

 

A crise de hoje é a mesma de ontem: confiar que o Deus que nos libertou e fez a promessa é também poderoso para fazer infinitamente mais do que pensamos ou pedimos! Afinal, o meu Deus pode realmente abrir caminhos inimagináveis para eu passar? É preciso crer que a nossa vitória, em tempos de crise, só depende do Deus que abre os caminhos sobrenaturais, caminhos que não conseguimos abrir e em lugares que ninguém consegue imaginar! Aleluia!

 

FÉ – O FUNDAMENTO DA NOSSA VITÓRIA!

Deus tem uma aliança com Seu povo e, no depender dEle, é uma aliança inquebravel. Pelos vínculos dessa aliança, podemos esperar que o Senhor que nos libertou e salvou jamais intenta nos desamparar. Principalmente em tempos de crise é preciso ter em mente que Ele é um Deus de sinais, prodígios e maravilhas e que quer abençoar o Seu povo.

 

O texto bíblico nos confirma que naquele momento crucial na vida do povo, o Deus da aliança Se moveu de modo sobrenatural, abrindo um caminho seguro onde ninguém, exceto Ele, imaginaria: um caminho no meio do mar. Deus é assim. Faz o inusitado para abençoar o povo da Sua aliança, simplesmente porque todas as coisas estão sujeitas a Ele, inclusive as circunstâncias e os nossos adversários espirituais.

 

Aquele era um grande teste para Moisés e o povo. Era um teste de fé! Na caminhada do povo de Deus em direção às suas conquistas sempre haverá o teste da fé. Deus permite certas situações, ou nos conduz a elas, com o fim de nos adestrar na fé e nos capacitar para conquistas cada vez maiores. De vez em quando, na nossa caminhada cristã, aparecem as águas de um grande “mar” de impossibilidades e impedimentos, que só serão superados pelos saltos de fé, uma vez que não temos capacidade natural para vencê-los. Nesses momentos de crise, em que o presente só nos faz olhar para o passado e ver os impedimentos para prosseguir em direção ao futuro, precisamos nos convencer de que só conquistaremos a vitória se agirmos por fé!

 

QUE TIPO DE “MAR” ESTÁ IMPEDINDO VOCÊ DE PROGREDIR?

Há, figurativamente, muitos tipos de mares que podem impedir muitos de romperem em direção ao futuro prometido. Podemos considerar esses mares como as situações de caos e crises que se alojam em vários setores da vida do cristão, tais como: crises conjugais, familiares, ministeriais e financeiras, doenças físicas, emocionais e espirituais, vícios e pecados, medo, insegurança, desânimo, desistência etc. É evidente que os mares são variados e seus tamanhos também, mas nenhum deles é maior que o nosso Deus - o Deus que abre caminhos inimagináveis e nos dá o livramento. Aleluia!

 

OS PASSOS DE FÉ NECESSÁRIOS PARA ENTRARMOS NOS CAMINHOS INIMAGINÁVEIS DE DEUS!

Ainda que pareça um grande paradoxo, a principal exigência de Deus para os que nEle crêem continua sendo a FÉ, a simples e poderosa fé em Cristo Jesus, o Senhor Todo-Poderoso! Sabemos que a fé é dinâmica e só nos levará a romper se puder nos levar a dar alguns passos fundamentais diante das crises ou impossibilidades: os passos de fé! Observando o texto, veremos alguns passos requeridos por Deus a Moisés e ao povo, para que entrassem no caminho sobrenaturalmente aberto, a fim de que a crise do presente não os aprisionasse no passado, nem os impedisse de conquistar o futuro. Assim, movidos pela fé, em obediência e submissão ao Senhor, é preciso dar os seguintes passos:

 

1- CORAGEM (“não temais”):

O medo é contrário à fé. Quando nos revestimos de fé o medo sai de nossas vidas e somos tomados de coragem para enfrentar os inimigos e circunstâncias adversas ao nosso redor. Só os corajosos caminham pelos caminhos inimagináveis de Deus, conquistam e vencem.

 

2- CONFIANÇA (“aquietai-vos”):

Muito da agitação na hora das crises é por conta da desconfiança que entra no coração do povo. Aquietar-se na hora da crise é sinal de confiança no Deus que não pode falhar. A desconfiança em Deus nos faz olhar para nossas possibilidades humanas e isto, em muitos casos, gera inquietação, movimentação puramente humana. Via de regra, uma alma inquieta diante das crises sinaliza desconfiança em Deus.

 

3- ESPERANÇA (“vede o livramento”):

Uma pessoa de fé tem esperança em seu coração. Apesar das crises e da presença ameaçadora dos inimigos, a pessoa de fé consegue ver o livramento do Senhor. Só pelos olhos da fé conseguimos colocar as crises no seu devido lugar e ver o mover sobrenatural de Deus.

 

4- LINGUAGEM SADIA (“vos calareis”):

Uma das características da ausência de fé no Senhor é a murmuração em tempos de crise. A incredulidade enche o coração com o que não edifica e nem exalta ao Senhor, isto é: pecados e iniquidades. Por isso, na hora das crises, surgem as murmurações, uma vez que a boca libera aquilo que está em seus corações: iniquidades, maldições e legalidades. Em qualquer situação, principalmente na hora das crises, precisamos ter uma linguagem adestrada para a vitória, isto é: precisamos ser profetas de Deus e liberar as palavras certas.

 

5- AUTORIDADE E DETERMINAÇÃO (“levanta a tua vara, estende a mão sobre o mar e divide-o”):

Um discípulo de fé é alguém com autoridade e determinação. Deus reveste Seus filhos com autoridade e espera que eles exerçam esta autoridade onde eles estiverem, a fim de que a glória e o poder do Senhor sejam manifestos na Terra.

 

É claro que o Senhor poderia abrir o mar independente de Moisés, mas Ele mesmo determinou que o faria após o passo de fé do Seu ungido. Deus determinou que seria assim, e pronto! Se Moisés não tivesse obedecido movendo-se com autoridade e determinando o que seria necessário acontecer, o mar não se abriria.

 

Não se trata de dar ordens a Deus, mas de exercer a autoridade que Deus nos dá como ungidos dEle na face da Terra, chamados para manifestar a Sua glória e o Seu poder. O Espírito Santo em nós nos coloca, como filhos do Deus Altíssimo, na condição de sermos fatores de influência onde estivermos, inclusive no meio das crises. Precisamos entender que uma palavra de fé liberada pela nossa boca, estando em linha com a vontade de Deus, atrairá a glória e o poder criativo de Deus, trazendo soluções inimagináveis e abrindo portas e caminhos de vitória em lugares jamais esperados.

 

Jesus disse que coisas maiores do que Ele fez nós faríamos; por isto, creio que há experiências de fé que ainda não conhecemos, mas que estão reservadas para os que sinceramente crêem. São caminhos no sobrenatural de Deus que estão disponíveis para os audaciosos na fé, para os que não têm medo de exercer sua autoridade em Cristo e determinar que o sobrenatural de Deus, o impossível para o homem, seja manifesto aqui na Terra.

 

Creio que pelos caminhos da fé veremos os sinais, prodígios e maravilhas de Deus na sua vida, na sua família, nas suas células, na sua saúde, nas suas finanças, nos seus sonhos. Creio que pelo exercício da fé em Cristo Jesus, o Senhor, veremos a nossa cidade, e cidades inteiras, aos pés do Salvador. Aleluia! Por isso hoje tome uma posição de fé.

 

Não importam as pressões do passado para atraí-lo e fazê-lo um desistido do futuro; também não importa o mar de problemas e impossibilidades que está diante de você. Hoje, o que importa é a sua medida de fé! O que importa é você estar disposto a dar os passos de fé necessários para atrair a glória e o poder de Deus para a sua vida e sua história. O que importa hoje não é o que aconteceu, mas o que Deus quer e vai fazer em você e através de você a partir da agora, se você crer! Assim como o mar e os ventos obedeciam a Jesus quando Ele o determinava, creio que também hoje eles obedecerão a você, discípulo audacioso e determinado a romper e ver a glória do Todo-Poderoso. Abra seus olhos da fé e veja o mar se abrindo e o grande livramento que o Senhor hoje lhe fará!

 

No amor do Senhor do altar e da fé.

 

Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos.

 

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

  • Você está numa situação parecida com a de Moisés e o povo de Israel diante do Mar Vermelho?

  • Há algo do passado que lhe oprimia e que agora está se voltando contra você?

  • O que você fará, com base na pastoral, quanto a buscar os caminhos inimagináveis de Deus para seu escape?

  • Ore na célula, junto com os demais, para que o tempo dos milagres de Deus entre em suas vidas.

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES