A VIDEIRA E OS RAMOS – COMO SER RAMO DA VIDEIRA VERDADEIRA 
 
Jesus é a videira verdadeira. Ele faz uma comparação esta árvore, que é uma planta trepadeira, cujos frutos são as uvas.  Vocês se lembram quando os espias levaram para Moisés um cacho enorme de uvas da terra de Canaã? O extraordinário cacho de uva confirmava que a terra era como Deus havia falado: uma terra que manava leite e mel. Com esta comparação da videira Jesus está nos ensinando sobre noss nova vida nEle.  Para ficar mais fácil o nosso entendimento Ele diz que o Pai é o agricultor. Ele é a Videira Verdadeira e nós os ramos. O agricultor é um lavrador, trabalha na lavoura, cuida da plantação da terra. Assim, também, Deus cuida de nós. Somos os ramos enxertados na Videira Verdadeira. Nos tornamos videira, temos uma nova vida a partir deste enxerto. 
 
Algumas coisas importantes sobre os ramos desta Videira Verdadeira: 
 
1- SÓ NOS TORNAMOS RAMOS DA VIDEIRA VERDADEIRA QUANDO ACEITAMOS JESUS COMO NOSSO SALVADOR.  

Ele veio para nos salvar e nos dar uma nova identidade. Éramos só criaturas de Deus, nos tornamos filhos (nova identidade). Estávamos nas trevas, nos trouxe para a luz (novo reino). Caminhávamos para a morte eterna e fomos resgatados para a vida eterna (novo destino). Éramos como ramos, galhos de uma árvore qualquer. Vamos usar o exemplo de um “limoeiro”. Ao aceitarmos Jesus nos tornamos ramos de uma videira e não mais de um limoeiro. Tudo muda radicalmente. Agora produzimos uvas e não mais limões. A essência está na árvore e flui e alimenta os ramos e os leva a produzir segundo a essência, a espécie da árvore, a natureza da árvore. -Quem é a árvore: - Jesus. Quem são os ramos? – Nós. Quando a Vida de Jesus flui em nós, recebemos dEle uma nova vida, acontece um enxerto: introdução de partes vivas de um vegetal no tronco do outro; um transplante. 
 
2- O RAMO PRECISA PERMANECER NA VIDEIRA VERDADEIRA  

Permanecer: conservar-se ou persistir no mesmo estado ou qualidade, sem mudança. Perseverar, persistir, durar, ficar, continuar existindo, estabilidades, constância, perdurar.  
Como tem sido difícil permanecer! Muitos são “enxertados” na videira, mas não permanecem. São tantas “justificativas” para não persistirmos!  Muitos são os “motivos” apresentados para a falta de constância: lutas, decepções, as ocupações da vida, os muitos afazeres, as fascinações e encantamentos do mundo, vivendo muito para si mesmo, focando somente nas conquistas pessoais. Nossa geração é a geração da rapidez. Muita novidade e entretenimentos. Daí ficamos com dificuldade de constância, perseverança. Permanecer parece enfadonho. Alguns trocam de tudo. Experimentam lutas no casamento e pensam: – “Persistir pra quê? Trocar de cônjuge é mais fácil.”  Assim vai em tudo na vida. Troca de emprego sem perseverar e aguardar. Fica insatisfeito na igreja, troca por outra... Vivemos na cultura do troca-troca. Nada dura ou permanece. Até os eletrodomésticos não duram mais como antes. Compra um celular hoje, amanhã lançam um melhor aí você corre e troca... Quando surgem as lutas ninguém quer perseverar, pagar o preço. Uns dizem: “-Eu quero ser feliz!” - Quer ser feliz? Leia Mateus 5.1-12 e encontre a verdadeira lista da felicidade. Isso tem se tornado um estilo de vida: -  Vai trocando tudo até trocar Jesus. Não são consolidadas no “permanecer”, fincar raízes. Há muita inconstância. Um dia é de Jesus e no outro não é mais. Um ramo bipolar e sem estabilidade (verso 6) volta para a condição anterior quando sai da videira.  “O que se mantém rebelde contra o filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.” (João 8.36)   Ramo não tem vida própria, seca longe da árvore. Permanecer na videira é uma decisão do ramo. Pode vir o vento, a tempestade que for, você vai balançar, mas não irá cair se estiver ligado na Videira. 
 
3- TODO RAMO PRECISA SER LIMPO, PODADO, PARA FRUTIFICAR 
 
Ramo que não produz é cortado (verso 6). 
 
Quando a poda, a limpeza é feita na planta, ela se fortalece e frutifica melhor e mais. Dá frutos maiores, melhores, mais saborosos, em maior quantidade. 
Ser limpo, ser podado, não é bom. Dói. Mas é preciso. O agricultor (Deus, o Pai), sabe a medida certa da poda e o que faz bem para a planta e o que não faz, e precisa ser cortado. Senão pode matar a planta.  Muitas circunstâncias adversas podem ser podas na nossa vida, visando nosso crescimento. Ele não vai além. Não é para nos matar, mas para nos fortalecer. - Confie no nosso agricultor! 
 
A Palavra nos limpa (verso 3) Precisamos nos deixar lavar, limpar pela Palavra. Precisamos nos expor à ela de forma a sermos transformados, não e não apenas conhecernos o que está escrito.  Jesus disse que a Palavra é lâmpada para os nossos pés, é a verdade e nos liberta. É viva e eficaz, é puríssima e nos torna sábios, nos vivifica, nos fortalece, nos limpa. Precisamos ser praticantes da palavra e não somente conhecedores, ouvintes negligentes. 
 
 
4- RAMO PRECISA DE DAR FRUTO PARA QUE O PAI SEJA GLORIFICADO

Que fruto é esse? A uva fala de algo doce, bom.  A vida de Jesus – a uva, seu suco representa o sangue (ceia). O sangue representa vida. 
 
O fruto (Gálatas 5.22-26) Como num cacho de uvas, cada uva é um item. O Espírito Santo que habita em nós gera a vida de Jesus em nós.Nossa essência é Jesus e não mais a velha natureza, as obras da carne. A vida de Jesus precisa de ser manifesta em nós. O fruto testifica, comprova nosso novo estilo de vida. Somos novas criaturas, a divina semente está em nós (1 Jo 3.9). Pecado é acidente em nossa vida. Precisamos deixar a vida de Jesus fluir em nós, através de nós. É um processo. Cada dia vai crescendo mais e mais. 
 
A seiva: Substância nutritiva que as plantas absorvem da terra ou da água. É figura do sangue – elemento vital.  
Assim como a seiva é para as plantas, assim o Espírito Santo gera a vida de Jesus dentro de nós, nos nutre. Os frutos têm o seu perfume, o cheiro específico. - Você exala o bom perfume de Jesus? Tem cheiro de uva? Aroma de vida? 
 
5-  O RAMO PRECISA DE GUARDAR OS MANDAMENTOS DE JESUS (v. 12) 
 
Amor (v. 10) 
 
Deus é amor. ( 1 João 4.20-21) Precisamos amar a Deus e aos outros.  É difícil amar.  Nossos relacionamentos com as pessoas refletem nosso relacionamento com Deus. Estando ligados na fonte conseguimos fluir neste amor. Tanto ódio, amargura, raiva, falta de perdão, inveja, ciúmes etc tomando conta dos corações. O amor faz parte do fruto do Espírito. Precisa prosperar, romper, crescer na nossa vida. Quanto mais de Jesus, mais amor teremos. Estamos muito limitados nos afetos. É fácil mostrar coraçãozinho para os outros. Precisamos praticar o amor. “Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade.” (João 1.18) João é conhecido como o apóstolo do amor. Precisamos clamar por um batismo de amor. Nestes dias temos visto muitos corações duros, o amor se esfriando, barbaridades acontecendo. Jesus disse em Mateus 24.12 “Por se multiplicar a iniqüidade o amor se esfriará de quase todos.”  Precisamos de perseverar na prática do amor. 
 
 
BENEFÍCIOS DE SER RAMO DA VIDEIRA VERDADEIRA 

 
1- Salvação. Nos tornamos filhos, com direito à vida eterna com o Pai, pela Graça – favor imerecido de Deus. 
 
2- Nos tornamos discípulos de Jesus.  Aquele que segue seu mestre, seu discipulador, procura fazer como Ele faria. Ser como Ele. 

 - As pessoas te reconhecem, te identificam como discípulo de Jesus? Nosso olhar, andar, nossas atitudes denunciam, revelam Jesus?  Temos o exemplo do Apóstolo Pedro tentou se esconder, mas foi reconhecido como discípulo de Jesus. 
 
3- Gozo do Senhor entre nós – deleite, prazer (v. 11). Possuir paz, alegria, independente do que estivermos passando.  Não é um sentimento. É algo ministrado no nosso espírito. Sensação de bem-estar, satisfação. Só o Senhor pode nos dar. Nada neste mundo se compara. 
 
4- Ser respondido, atendido por Deus ( v. 7b). Garantia de ser atendido, em nome de Jesus. Temos acesso ao Pai. Ramo que vive como enxertado sabe pedir e recebe. Tem autoridade, respaldo, legalidade para ser atendido, confiança para entrar na presença do Pai e falar com Ele. Muito pode por sua eficácia a súplica do justo. Como ramos enxertados na Videira Verdadeira precisamos nos ajustar em algumas áreas para que sejamos frutíferos, buscando revelação da nossa nova identidade em Jesus, decidindo permanecer no Senhor, não sendo inconstantes, e sim, firmes, aceitando as podas que acontecem em nossas vidas, nos expondo à Palavra para sermos limpos, confiando no cuidado do agricultor, que é nosso Pai, guardando os mandamentos de Jesus, perseverando na prática do amor. Dessa forma, nos tornamos frutíferos, cheios da vida de Jesus, vivendo uma nova vida, gerada pelo fruto do Espírito Santo em nós. Devemos valorizar a bênção da salvação, a honra de ser discípulo de Jesus. Tomar posse do gozo do Senhor em nós e confiar no acesso que temos ao Pai para pedir e receber na autoridade do nome de Jesus. No amor do Agricultor e da Videira Verdadeira, 
 
Prs. Sérgio e Luciana Campbell 

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES