O PODER DA FÉ SOBRENATURAL!
                                                                                  (Hb 11.1-6) 
 
 “É a crise! Os tempos estão difíceis!” A palavra que mais se ouve ultimamente é crise. Crise em praticamente todos os setores: pessoal, conjugal, familiar, política etc. Até os mais otimistas de plantão foram contaminados e aderiram ao discurso. A realidade é que associados à crise, surgem o medo, a insegurança, a desistência e a indiferença.  Mas, afinal, como nós, os que cremos em Jesus, devemos nos portar? Será que há alguma perspectiva diferente para nós? Creio que sim. A Palavra de Deus pode nos situar de forma correta nesses dias atuais, quando muitos cristãos estão desistidos, frustrados, paralisados. Há algo muito mais poderoso do que a crise e que certamente pode nos arremessar para os patamares da vitória, independentemente das circunstâncias: a fé espiritual. 
 
O PODER DA FÉ SOBRENATURAL.  
Na fé sobrenatural, que é algo espiritual, há um imenso poder, um poder sobrenatural. É aquele tipo de fé que atrai o sobrenatural de Deus; é a fé que opera para as maravilhas do Senhor. Ela nada tem a ver com a fé emocional e a racional, que estão atreladas à nossa humanidade, pois estão no plano da alma humana.  A fé sobrenatural sempre vai nos posicionar acima das circunstâncias, quer sejam agradáveis ou não, porque ela não depende de nosso entendimento nem dos nossos sentimentos e muito menos do nosso potencial. Essa fé sobrenatural está no contexto do espírito e não da carne. É por meio dela que podemos afirmar que para Deus não há impossíveis em todas as Suas promessas (Lc 1.37), que muralhas de impedimento serão derrubadas, que mares serão abertos, que enfermos serão curados, que cativos serão libertos e muito mais. Por isso, vemos que há pelo menos três verdades a respeito dessa fé poderosa que atrai as maravilhas de Deus para nós. 
 
TRÊS VERDADES A RESPEITO DA FÉ SOBRENATURAL 
 
1- A FÉ SOBRENATURAL NÃO É UM SALTO NO ESCURO!  
É a fé descrita em Hebreus 11, que está fundamentada em Deus e na Sua Palavra, que jamais podem falhar. Aleluia! A fé espiritual, sobrenatural, não é um salto no escuro, como muitos preconizam. - E não é um salto no escuro por pelo menos duas razões: 
 
a) Ela tem uma base sólida:  A base inquestionável e imutável da fé espiritual está no Senhor, no Seu carater e na Sua poderosa e infalivel Palavra. Ela está fundamentada na essência de Deus, o Deus Perfeito, Santo, Poderoso e Fiel. NEle e na Sua Palavra não há variação alguma, nem sombra de dúvida. 
 
b) Ela tem um alvo concreto: 
 Não tem só um ponto de partida firme, ela tem também um ponto de chegada seguro. A fé sobrenatural nos remete para as promessas poderosas de Deus. A fé sobrenatural no Senhor invariavelmente nos direciona para o território das realizações de Deus. Quando ela entra em ação, somos conduzidos pelos trilhos da Verdade na rota das maravilhas de Deus. É a fé que nos coloca no centro dos desejos de Deus a nosso respeito. Por isso, a fé sobrenatural nunca pode ser definida como um salto no escuro, mas como o caminho seguro da Palavra de Deus, conduzido e iluminado pelo Espírito da Verdade. 
 
2- A FÉ SOBRENATUAL NÃO DEPENDE DO QUE VEMOS.  
Em 2 Co 5.7 a Palavra nos exorta a andarmos por fé e não por vista. Lemos em Hb 11.3 que o que é visível foi feito daquilo que não vemos. Logo, o que vemos foi feito daquilo que não é aparente aos olhos humanos. Este entendimento só temos por meio da fé sobrenatural.  Entretanto, também sabemos que a natureza humana (nossa carne) se relaciona com o mundo ao seu redor através dos 5 sentidos (visão, audição, olfato, tato e paladar). Assim, andar por vista é andar pelo que vemos, isto é, andar pelo que nossos olhos podem nos mostrar. Generalizando, é andar pelos sentidos humanos, ou seja, andar segundo as interpretações da nossa carne.  O que o Espírito de Deus está nos dizendo é que, como cristãos, nascidos de novo, devemos andar por fé (sobrenatural, espiritual) e não pelos sentidos humanos (por vista), ainda que, por enquanto, nos movamos por meio desse corpo carnal (desse tabernáculo). A Palavra nos diz (Jo 3.6-7) que aquele que é nascido de novo não anda segundo a carne. Se não ficarmos atentos, o mundo dos sentidos toma conta da situação, colocando-nos atados às realidades, impedindo-nos de rompermos e alcançarmos o plano da Verdade de Deus para nós.  A carne diz veja para crer, mas a Palavra de Deus diz creia para ver! Veja em Jo 20.25 a história de Tomé: ele precisou ver e tocar nas feridas de Jesus para crer que Jesus havia ressuscitado. Isto não é fé; o que apalpamos não é fé, é realidade sensorial. Fé sobrenatural é uma convicção dentro do nosso espírito. É só pela fé sobrenatural que saimos das impossibilidades humanas e entramos no é possível de Deus! Para tal precisamos de uma promessa de Deus e de nos deslocarmos em linha com a Sua Palavra. Não andemos mais pelo que vemos ou sentimos, mas pelo que cremos! 
 
3- A FÉ SOBRENATURAL NÃO É ESPERANÇA.  
Há diferença entre fé e esperança. A fé sobrenatural é do Espírito, nasce no nosso coração, tem como base o Senhor e a Sua Palavra. A esperança é da alma, nasce na nossa mente. A fé sobrenatural se move nas certezas de Deus; a esperança se move nas certezas humanas. A fé sobrenatural é para hoje e a esperança é para amanhã.  Toda fé sobrenatural gera esperança no seu possuidor, mas nem toda esperança vem por meio da fé sobrenatural. Crer em Deus, na Sua Palavra e na veracidade das Suas promessas é uma coisa, mas esperar que as referidas promessas se cumpram em nossas vidas é outra completamente diferente. Só a fé espiritual tem o poder de nos fazer receber as promessas de Deus como verdadeiras e possíveis para nós, independente das 
circunstâncias! Quando a fé sobrenatural nasce no nosso espírito, nasce também na nossa alma a esperança de que o prometido por Deus se cumprirá!  Por exemplo: como é que Abraão (com 99 anos) e Sara (com 89 anos) poderiam gerar um filho se, além da idade avançada de ambos, ela era esteril? Só pela fé sobrenatural de que Deus faria um milagre! A promessa de ser pai de nações havia desde o seu chamado (Gn 12.1-7), aos 75 anos de idade, quando ainda era Abrão (pai exaltado); mas foi aos 99 anos (Gn 21.1-7), depois que Deus mudou o seu nome para Abraão (pai de nações em Gn 17), que ele creu na promessa de Deus e no cumprimento dela, passando a esperá-la efetivamente, a despeito das circunstâncias à sua volta (Sara com 89 anos e esteril). Abraão creu em Deus e na Sua promessa e não em si mesmo ou em outra pessoa, por isso sua esperança não o decepcionou.  Deus está nos desafiando a exercitarmos a fé sobrenatural, para que nossa esperança não seja frustrada. Sempre, como cristãos, estaremos diante de situações que provam a nossa fé no Senhor e nas Suas promessas. Precisamos, portanto, nos voltarmos para fidelidade do Senhor e, nos termos da aliança que temos com Ele, nos firmarmos nos princípios eternos e literalmente esperarmos pelo cumprimento das Suas promessas em nossas vidas, famílias, ministérios, finanças etc. Não há crise que prospere onde uma promessa de Deus está plantada e é velada por fé. Encha o seu coração com as promessas do Senhor, declare que são suas e vele pelo cumprimento de cada uma delas, trilhando a rota da Palavra de Deus no poder do Espírito Santo. 
 
 No amor do Senhor da família. 
 
    Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos 
 
 
PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:
1- Você está vivendo momentos críticos em alguma área de sua vida?
2- Há, para você, esperança de que as maravilhas de Deus alcançarão você nessas áreas?
3- O que precisa ser mudado em você quanto a se mover na fé sobrenatural? 4- O que você efetivamente fará a partir de agora quanto a isso?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES