22/02/2015
 
RESTAURADOS NO PODER DA FÉ PARA ENTRARMOS NA COLHEITA FIEL!
(Hebreus 11.1-3)

 

 

Estamos no ano da Restauração do Altar para Legitimarmos uma Colheita Fiel. Certamente é um tempo de desafios muito grandes, pois somos confrontados com nossa história e com nossas perspectivas de futuro. Nesse mister, precisamos nos avaliar como sacerdotes e sacerdotisas reais, como cristãos que estão vivendo um tempo singular debaixo do manto terapêutico do Senhor, que nos traz libertação e cura.

 

Entretanto, se vamos restaurar altares em nossas vidas e histórico, a grande verdade é que precisamos ser primeiramente restaurados em muitas áreas. Esse é um tempo em que precisamos nos deixar confrontar pelos valores e princípios do Reino de Deus, para que nos avaliemos e nos posicionemos quanto à nossa restauração.

 

Um dos princípios do Reino no qual precisamos ser restaurados é a fé. O que mais se ouve atualmente é: “É a crise! Os tempos estão difíceis!” Até os mais otimistas estão propagando dias de grandes dificuldades, em praticamente todas as áreas. Parece que até na Igreja de Jesus e na família o discurso não é outro.

 

Como nos legitimarmos para uma colheita fiel em tempos de crise, se não for pela fé? Só pela fé entraremos em colheitas surpreendentes e sobrenaturais, tanto no aspecto pessoal como no familiar, ministerial, financeiro etc.

 

O PODER SOBRENATURAL DA FÉ NO SENHOR.

Não estamos falando da fé natural, comum a todo ser humano, resultado do conhecimento e das experiências acumuladas. Não! O que abordamos aqui é a fé sobrenatural, aquela em que há um imenso poder, um poder sobrenatural. É aquele tipo de fé que atrai o sobrenatural de Deus e nos coloca diante das maravilhas do Senhor. Ela não está baseada nas emoções, vontade, razão ou lógica humanas, porque sua matriz não é humana, mas divina.

 

A fé sobrenatural sempre vai nos posicionar acima das circunstâncias, quer sejam agradáveis ou não, porque ela não depende de nosso entendimento nem dos nossos sentimentos. Essa fé é espiritual, está no contexto do espírito e não da carne. É por meio dela que podemos afirmar que para Deus não há impossíveis em todas as Suas promessas (Lc 1.37), que muralhas de impedimento serão derrubadas, que mares e rios serão abertos, que enfermos serão curados, que cativos serão libertos e muito mais. Nesse ano precisamos ser restaurados nessa fé, que atrai as maravilhas de Deus e nos introduz numa colheita fiel.

 

TRÊS VERDADES A RESPEITO DA FÉ SOBRENATURAL

 

1- A FÉ NO SENHOR NÃO É UM SALTO NO ESCURO!

É a fé descrita em Hebreus 11, que está fundamentada em Deus, no Seu caráter e na Sua Palavra, que jamais podem falhar. Aleluia! Essa fé NÃO é um salto no escuro, como muitos preconizam, por pelo menos duas razões:

 

a) Ela tem uma base sólida:

A base inabalável e imutável dessa fé é o próprio Senhor Deus e a Sua poderosa Palavra. Ela está fundamentada na essência de Deus, o Deus Perfeito, Santo, Poderoso e Fiel. NEle e na Sua Palavra não há variação alguma, nem sombra de dúvida.

 

b) Ela tem um alvo concreto:

Essa fé não tem só um ponto de partida firme (o caráter e a Palavra de Deus), ela tem também um ponto de chegada seguro (as promessas de Deus). Essa é a fé que nos remete para as maravilhosas promessas de Deus. Invariavelmente ela nos direciona para o território das realizações de Deus.

 

Quando essa fé entra em ação, somos conduzidos pelos trilhos da Verdade na rota das maravilhas de Deus. É a fé que nos coloca no centro dos desejos e propósitos de Deus a nosso respeito. Por isso, essa fé sobrenatural nunca pode ser definida como um salto no escuro, mas como o caminho seguro da Palavra de Deus, conduzido e iluminado pelo Espírito da Verdade.

 

2- A FÉ NO SENHOR NÃO DEPENDE DO QUE VEMOS.

Em 2 Co 5.7 somos exortados a andar por fé e não por vista. Vimos em Hb 11.3 que o que é visível não foi feito daquilo que vemos. Logo, o que vemos foi feito daquilo que não é aparente aos olhos humanos. Esse entendimento só temos por meio dessa fé sobrenatural.

 

Ora, sabemos que a natureza humana (nossa carne) se relaciona com o mundo ao seu redor através dos sentidos (visão, audição, olfato, tato e paladar). Assim, andar por vista é andar pelo que vemos, isto é, andar pelo que nossos olhos podem nos mostrar. Generalizando, é andar pelos sentidos humanos, ou seja, andar segundo as interpretações da nossa carne. O que o Espírito de Deus nos está dizendo é que, como cristãos, nascidos de novo, devemos andar por fé (espiritual) e não pelos sentidos humanos (carne), ainda que, por enquanto, nos movamos por meio desse corpo carnal (esse tabernáculo). Em Jo 3.6-7 lemos que aquele que é nascido de novo não deve andar segundo a carne.

 

Se não ficarmos atentos, os nossos sentidos tomam conta da situação, fixando-nos às realidades à nossa volta, impedindo-nos de rompermos e alcançarmos a Verdade de Deus para nós. A carne diz veja para crer, mas a Palavra de Deus diz creia para ver! Veja em Jo 20.25 a história de Tomé: ele precisou ver e tocar nas feridas de Jesus para crer que Jesus havia ressuscitado. Isto não é fé! O que apalpamos não é fé, é realidade.

 

Fé sobrenatural é uma convicção dentro do nosso espírito! Por meio dela somos convencidos de que a Verdade de Deus pode mudar qualquer realidade à nossa volta! É só pela fé sobrenatural que podemos sair das impossibilidades humanas e entrar no é possível de Deus! Para tal precisamos apontar essa fé para as promessas de Deus e nos deslocarmos em linha com a Sua Palavra. Decida que nesse ano você não andará mais pelo que vê ou sente, mas pelo que crê!

 

3- A FÉ NO SENHOR GERA A ESPERANÇA DO SOBRENATURAL.

Fé e esperança andam juntas, mas há diferença entre elas. A esperança é filha da fé. Toda fé gera uma esperança! Quanto mais firme for a fé, mais consistente será a esperança.

 

Dependendo da origem da fé (divina ou humana), a esperança que nasce dela pode ser firme ou não, pode nos mover para um futuro de glória ou não, pode nos fazer perseverar ou não. Por exemplo, a fé sobrenatural é do Espírito, nasce no nosso espírito e quando entra em ação, gera uma esperança que está firmada no Senhor, no Seu poder e na Sua fidelidade.

 

A fé para se fazer um pedido a Deus está no presente, mas a manifestação da resposta está no futuro. A fé está no presente, é para hoje, e a esperança está no futuro, é para amanhã. Crer em Deus, na Sua Palavra e na veracidade das Suas promessas é uma coisa, mas esperar que as referidas promessas se cumpram em nossas vidas é outra completamente diferente. Só a fé espiritual tem o poder de nos fazer receber as promessas de Deus como verdadeiras e possíveis para nós, independente das circunstâncias ou crises!

 

Essa é a fé descrita em Rm 4.18-19, que fez Abraão esperar contra a esperança, isto é, o fez esperar em Deus e não nas suas possibilidades humanas. Como Abraão com 99 anos e Sara com 89 poderiam gerar um filho se, além da idade avançada de ambos, ela era estéril? Só pela fé sobrenatural em Deus. A promessa de ser pai de nações havia desde o seu chamado, aos setenta e cinco anos, quando ainda era Abrão (pai exaltado); mas foi aos noventa e nove anos, quando Deus mudou o seu nome para Abraão (pai de nações), que ele creu em Deus e no cumprimento da Sua promessa, passando a esperá-la efetivamente, a despeito das circunstâncias à sua volta (Sara com oitenta e nove anos e estéril). Abraão creu em Deus e na Sua promessa e não em si mesmo ou em outra pessoa, por isso sua esperança não o decepcionou.

 

Deus está nos desafiando a exercitarmos a fé sobrenatural, para que nossa esperança não seja frustrada. Sempre, como cristãos, estaremos diante de situações que provam a nossa fé no Senhor e nas Suas promessas.

 

Precisamos, portanto, ser restaurados na fé e nos voltarmos para fidelidade do Senhor e, nos termos da aliança que temos com Ele, nos firmarmos nos princípios eternos e reivindicarmos o cumprimento das Suas promessas em nossas vidas, famílias, ministérios, finanças etc. Nunca se esqueça que não há crise que prospere no lugar onde uma promessa de Deus está plantada. Encha o seu coração com as promessas do Senhor, declare que são suas e vele pelo cumprimento de cada uma delas, trilhando a rota da Palavra de Deus.

 

 

No amor do Senhor do Altar.

 

Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos.

 

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

  • Você crê realmente que a Palavra de Deus é a Verdade, que Ele é 100% Fiel e que Suas promessas são verdadeiras?

  • Alguma vez você desistiu de velar por alguma promessa de Deus para você?

  • Você tem convicção de que nesse ano você se legitimará para uma colheita fiel, pelo princípio da fé restaurado em sua vida?

  • O que você fará, a partir de agora, quanto a prosperar no território da fé e se credibiliza para colher as maravilhas de Deus?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES