QUEM SUBIRÁ AO MONTE DO SENHOR?

(Salmos 24. 3-6)

 

Há um clamor no céu a respeito da postura da Igreja em relação ao Pai celestial: que Ela seja santa, busque a Sua face e viva na Sua presença. Mas há também um clamor da Igreja: que Ela aprenda o caminho da adoração (o caminho do monte do Senhor). O texto nos mostra o caminho para a Igreja viver na presença de Deus e ser por Ele ser abençoada.

 

O CARÁTER DOS ADORADORES:

É o caráter daqueles que sobem ao monte da adoração e lá permanecem, indefinidamente ou por longos períodos, na presença de Deus. É evidente que é possível subirmos o monte da adoração, mas não permanecermos no santo lugar, no lugar da adoração, da comunhão profunda com Deus. Muitos até conseguem chegar ao topo do monte de Deus, mas depois de um curto espaço de tempo se vêm fora de lá, despencam do local da comunhão plena com Deus. Algumas pessoas, entretanto, desenvolvem um estilo de vida tal em Cristo, que são capazes de permanecer ou ficar longos períodos no monte da adoração, desfrutando da gloriosa presença de Deus.

Como homens e mulheres de Deus, que o Senhor quer usar para andar com as multidões de discípulos, precisamos adquirir esse estilo de vida – a vida de adorador do Senhor. Tal estilo de vida é o reflexo de um caráter devidamente trabalhado, que nos confere uma identidade específica de adorador. Há dois aspectos importantes no caráter de um adorador, de alguém que é íntimo do Senhor: limpo de mãos e puro de coração. Não há adoração com mãos sujas e coração impuro.

 

1) LIMPO DE MÃOS:

Significa que as suas ações e as obras de suas mãos são limpas, isto é: não estão sujas ou contaminadas por sujeira ou lixo. É aquele que não se mistura com a impureza e o pecado, mantendo-se incontaminado. Suas ações traduzem o nível de limpeza daquela vida diante de Deus e dos homens. Ser limpo de mãos e não fazer as obras escusas originadas de uma mente ou coração impuro, ainda que sejam obras “boas” e religiosamente aceitas. Os verdadeiramente santos são limpos de mãos.

 

2) PURO DE CORAÇÃO:

Puro de coração quer dizer coração sem impureza, sem sujeira. Quem tem um coração puro, obrigatoriamente tem mãos limpas. Deus quer gerar na Sua Igreja um coração puro, para que ela possa agir com mãos limpas, tanto para com os de dentro, como para com os de fora. O que agrada ao Senhor é ter filhos de coração limpo. Coração puro é o coração dos santos de Deus, daqueles que vivem no temor e tremor do Senhor. Coração puro é o coração de onde procedem as fontes de vida.

Pureza de coração é uma das maiores exigências do Senhor para que Seus filhos estejam com Ele. Onde há pureza não há pecado, não há malignidade, porque há amor, perdão e misericórdia. Deus quer estar com os puros de coração e não com os maliciosos, mal intencionados, mentirosos, defraudadores. O pecado, a carne, o mundo e o maligno podem contaminar o nosso coração, inviabilizando-nos como adoradores do Deus vivo. Também os traumas e feridas emocionais acabam por tornar nossos corações impuros, porque abrem portas para que toda sorte de lixo seja lançado em nossas vidas.

 

AS AÇÕES DOS ADORADORES:

Dentre as muitas ações específicas de um adorador, vemos que duas são importantes: não entregam a alma à falsidade e não juram dolosamente.

 

1) NÃO ENTREGAM A ALMA À FALSIDADE:

Não entregar a alma à falsidade é protegê-la dos ataques malignos e dos apelos mundanos e carnais. Muitos vivem segundo as circunstâncias, as impressões pessoais e os sentimentos.

Viver assim é entregar a alma à falsidade; é levá-la a agir e a se mover num ambiente que não condiz com a Verdade do Senhor. Por que? Porque aquela pessoa está envolta em laços da mentira na mente, emoções e vontade.  Existem cadeias que a aprisionam ao governo da alma e não do Espírito.

Sua mente, emoções e vontade estão à mercê de fatores que não fluem do trono de Deus, nem promovem a Sua glória. São pessoas que vivem na dimensão da fé que não toca no sobrenatural de Deus. Em geral estão presas ao pecado, às feridas e aos traumas do passado, enfraquecidas e desanimadas para perseguirem o alvo de subirem ao monte do Senhor. Se estiver tudo bem à sua volta, então estão bem, cantam e louvam ao Senhor, mas se as coisas se complicam, suas vidas se tornam uma derrota só.

Com os adoradores é diferente: não estão limitados por sua mente, vontade e emoções, vivem no espírito, vivem na Verdade. Suas ações estão firmadas nos princípios eternos de Deus e não na transitoriedade dos sentimentos, pensamentos e vontades humanas. Os adoradores buscam cura para seus traumas e feridas, para que seus corações se mantenham puros e suas mãos limpas. São firmes no propósito de subirem o monte da adoração e permanecer no santo lugar pelo maior espaço de tempo possível. Os adoradores são os que, apesar das circunstâncias desagradáveis ou desfavoráveis, perseveram no propósito de verem a face de Deus, porque estão convictos de que foi para isso que foram chamados.

 

2) NÃO JURAM DOLOSAMENTE:

Jurar dolosamente é empenhar a palavra num testemunho falso; é faltar com a verdade. Quem jura dolosamente formaliza o compromisso de estabelecer a mentira no lugar da verdade. É o que faz alguém que mantém sua vida com base em alianças erradas, fundamentadas no engano e na mentira. Jura dolosamente todo aquele que está enredado pelos caminhos do mal, tendo prazer no engano e repudiando a justiça de Deus. Quem jura dolosamente está aliançado com o maligno, pois a mentira e o dolo andam de mãos dadas. Quem age assim não tem o caráter dos que sobem o monte do Senhor e permanecem no santo lugar.

 

Deus quer abençoar e manifestar a Sua justiça na vida dos Seus filhos. No entanto, a bênção está ligada ao nosso proceder diante de Deus. Aos adoradores o Senhor derramará a Sua bênção. Precisamos nos posicionar quanto ao caráter e às ações de um adorador. Como líderes de um novo tempo, é tempo de subirmos ao monte santo do Senhor e lá permanecermos pelo maior tempo possível, para impactarmos nossa geração com a glória e o poder de Deus.

 

No amor do Senhor do altar.

 

                                   Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos

 

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

 

1- Você tem desfrutado dos momentos de adoração a Deus com freqüência?

2- Você se considera uma pessoa de mãos limpas e coração puro, conforme o texto bíblico?

3- Suas mãos (ações, palavras e atitudes) têm refletido a glória de Deus e abençoado seu casamento, família e célula? Por que?

4- O que estaria faltando a você para ter o caráter de adorador?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES