QUEM HONRA AS OPORTUNIDADES DE DEUS AMPLIA A COLHEITA!

 (1 Rs 17.8-16)

 

            2014 é o ano da Colheita Ampliada pelo Princípio da Honra! Deus criará oportunidades tremendas para que tenhamos colheitas sobrenaturais. Nesses casos, não podemos deixar de honrar as oportunidades de Deus. Não desperdiçar as oportunidades divinas é entrar no princípio da honra a Deus e semear para uma colheita abundante.

            Infelizmente vemos que muitas pessoas desperdiçam oportunidades divinas de semear para uma colheita particular ampliada. As oportunidades divinas são sementes de honra que Deus planta em nossas vidas, para entrarmos em colheitas sobrenaturais. Desperdiçá-las, além de se desonrar a Deus, atrasa-se o relógio da prosperidade pessoal.

 

DESONRAR AS OPORTUNIDADES DIVINAS É COMPROMETER O FUTURO!

            Há muitos exemplos na Bíblia de pessoas que perderam as oportunidades divinas para ampliarem suas colheitas. Moisés desperdiçou uma oportunidade tremenda e, por isso, não pode entrar na Terra Prometida. Durante um incidente entre ele e o povo tirado do Egito, por causa da sede do povo, ao invés de falar à rocha para dar água, como o Senhor mandou, ele a golpeou com o seu cajado. O Senhor tomou tal atitude como uma desonra, o desaprovou e impediu que entrasse em Canaã com o povo (Nm 20.2-13).

            Saul também foi um desperdiçador de oportunidades divinas. Por pura graça, Deus lhe deu uma unção, uma coroa, um reino e uma família, oportunidades poderosas para a sua prosperidade, mas ele desperdiçou tudo. Desobedeceu a Deus, agindo presunçosamente numa questão em que deveria esperar pela direção divina, através da vida do profeta Samuel (vide 1 Samuel 13.8-14).

            O fato é que muitos estão vivendo abaixo daquilo que Deus planejou para eles, porque desperdiçam as oportunidades divinas de prosperar e crescer. Mas, de acordo com o texto bíblico de 1 Rs 17.8-16, vemos que há alguém que acabou reconhecendo uma oportunidade divina e Deus a fez prosperar, ainda que estivesse vivendo num período de escassez e miséria: a viúva de Sarepta.

 

ALGUNS ASPECTOS RELEVANTES NA VIDA DA VIÚVA QUE VIU SUA COLHEITA SER AMPLIADA!

            Durante o diálogo com o profeta Elias ela ficou um tanto recalcitrante, mas, ao final, ela reconheceu que estava diante de uma grande oportunidade para ampliar sua colheita. No caso dela, a oportunidade divina para ampliar sua colheita era semear uma refeição na vida de Elias, o profeta de Deus. Ela aprendeu com o profeta que se ela mantivesse o que tinha, recusando-se a semear, apenas garantiria aquele dia, mas seu futuro estaria comprometido pela escassez. De olho no texto, vemos pelo menos três aspectos relevantes da vida dela, que fizeram com que sua colheita fosse poderosamente ampliada.

 

1) AO RENUNCIAR, ENTROU HONROU A DEUS E SEMEOU PARA UMA COLHEITA ABUNDANTE!

            Ela entrou no ciclo da honra a Deus quando obedeceu, mas só obedeceu quando renunciou. Honrar as oportunidades divinas é obedecer a Deus e obedecer exige alguma renúncia! Ninguém amplia sua colheita sem honrar; ninguém honra sem renunciar. Renúncia precede a honra e honra precede a prosperidade, a colheita ampliada.

 

            Deus poderia alimentar o profeta de inúmeras maneiras e em qualquer lugar, mas o enviou à viuva como uma oportunidade para abençoá-la enormemente. Quando Deus move Seus profetas em nossa direção e cria oportunidades ou desafios diante de nós, é porque Ele já preparou abundante colheita! Aleluia!

            Por causa dos seus argumentos lógicos (escassez etc), ela estava com dificuldades de renunciar seu alimento (de obedecer). Muitos deixam de ampliar suas conquistas por causa de seus argumentos “lógicos” na hora de honrar (de renunciar para obedecer). Têm dificuldades de renunciar aos mais variados valores: fama, dinheiro etc.

            O Senhor queria mostrar para ela que quando entramos no ciclo da honra, não desperdiçando as Suas oportunidades, obedecendo a Ele mesmo na escassez, Ele entrará com provisão sobrenatural e a abundância nos alcançará! A renúncia que move a honra é aquela que sempre nos custa algo!

            Ele precisava quebrar na vida dela o paradigma de que o necessitado nada tem e, por isso, tem o direito de desonrar as oportunidades de Deus! Aquela refeição semeada na vida de Elias foi o selo da sua honra a Deus, uma semeadura divina que não foi desperdiçada.

            A questão não era sobre a refeição em si, nem o que ela faria com o alimento, mas sobre o que aquela refeição estava fazendo com ela. Aquele prato de comida a estava impedindo de honrar a Deus, na pessoa do profeta, e de prosperar! Muitos deixam de prosperar porque perdem as oportunidades de honrar. Ela não via sentido em honrar o profeta, dividindo com ele o pouco que tinha para si e seu filho, mas o profeta mostrou-lhe que ao dividir o que tinha, ela estaria ativando a honra de Deus na sua direção e oportunizando a sua prosperidade. Aquela semeadura de honra mudou a sua vida!

            Além das finanças, com o que você tem honrado a Deus? Amor? Paciência? Respeito? Tempo? Misericórdia? Intercessões? Pensamentos? Gratidão? Cada semeadura de honra destas é uma grande oportunidade de colheita em alguma área em nossa vida! Por exemplo, é provável que você só vá colher prosperidade e abundância em sua família, quando, pelo princípio da honra, passar a semear amor, respeito, misericórdia e honra na vida do cônjuge e filhos. Faça um teste: em qualquer situação, experimente semear gratidão a Deus e às pessoas, e prepare-se para ver o sobrenatural de Deus em sua vida!

 

2) AO HONRAR A DEUS, O CICLO DA AMBIÇÃO E DA AVAREZA FOI QUEBRADO EM SUA VIDA.

            O princípio da economia humanista é acumular, reter e levar vantagens. O princípio da economia satânica é matar, roubar e destruir. O princípio da economia de Deus é dar (semear) e receber (colher).

            Deus é generoso e uma das características do seu Reino é a generosidade. A generosidade se opõe ao egoismo. Dar é a base da generosidade e a chave para libertar da ambição, da avareza e do egoismo. Muitas vezes, ao nos desafiar a dar, Deus está nos dando a oportunidade de sermos libertos do governo de Mamon (ambição, avareza, miséria etc). Através do profeta, Deus estava lhe dando a oportunidade de mudar a sua história e o seu futuro.

            Ao semear na vida do profeta, ela oportunizou a prosperidade em sua vida, porque, ao dar, ela rompeu com Mamon e quebrou o ciclo da miséria e da escassez. A mente, as emoções e a vontade daquela mulher estavam acorrentados por egoismo, ambição e avareza. É por causa dessas cadeias que muitos deixam passar as oportunidades de prosperar e entram, ou permanecem, na escassez e na miséria. O homem de Deus chegou na vida daquela mulher para libertá-la, desafiando-a a não perder a oportunidade de prosperar, semeando honra a Deus para uma colheita abundante.

 

3) AO HONRAR A DEUS, A SUA FÉ DESATOU E A SUA COLHEITA AMPLIOU.

            Por causa do seu histórico, ela perdeu a fé e ficou desanimada e desistida. A incredulidade a visitou de tal forma, que as únicas sementes que ela semeava eram o medo, a insegurança e a morte. Chegou ao ponto de proclamar que faria sua última refeição e, depois, morreria com seu filho. A avareza, a escassez e a miséria operavam de tal forma que a morte era a sua única expectativa.

            Como muitos, não via o alimento em sua casa como uma dádiva de Deus, que poderia se tornar na grande oportunidade de quebrar o ciclo da miséria e inaugurar o ciclo da prosperidade. O profeta então lhe encoraja a honrar a Deus, semeando a obediência, para não atravessar outros períodos de miséria. Ao obedecer a Deus, sua fé foi desatada e Deus ampliou a sua bênção. Elias plantou nela a semente da fé, das novas possibilidades, da grande colheita. Quando ela obedeceu e fez segundo a instrução do profeta, sua fé, suas expectativas se acenderam e seu futuro foi transformado.

            Ao não perder a oportunidade de honrar a Deus, ela selou a sua saída da incredulidade, do desânimo e da desistência e a sua entrada no ciclo da providência de Deus, o ciclo da abundância e da prosperidade. A semeadura profética desata a nossa fé e as nossas expectativas de vitória.

            Elias foi enviado por Deus para libertar aquela mulher da incredulidade, desistência, desânimo, avareza, egoismo, escassez. A sua história foi mudada porque reconheceu, no encontro com o profeta, uma oportunidade de Deus para ampliar a sua vida. Se ela decidisse não obedecer a Deus, não só permaneceria com o velho estilo de vida, como deixaria de entrar nos melhores dias de sua vida.

            Como está sua vida ultimamente? Colhendo muito, pouco ou nada? Você está disponível para obedecer a Deus e semear honra diante das oportunidades que Ele coloca diante de você?

 

            No amor do Senhor da hora e da colheita ampliada.

 

                                   Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos.

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

  1. O que você espera de Deus em 2014?

  2. Dos três aspectos relevantes na vida da viuva, relatados na pastoral, em qual deles você precisa crescer?

  3. O que você fará, a partir de agora, quanto a honrar a Deus e colher ampliadamente?

 

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES