BASTA! CHEGA DE CARREGAR CAIXÕES!

(Lucas 7.11-17)

 

Que cena triste e deprimente: um cortejo fúnebre saindo pela porta da cidade de Naim. Quanta tristeza para aquela viuva que levava seu filho único para sepultar. Sendo viuva, suas esperanças, antes depositadas no marido, estavam no seu filho, que era único. Precisava dele para sustento e proteção, caso contrário deveria viver das ofertas recebidas do templo.

Ao sepultar seu único filho, ela não estava sepultando somente uma pessoa muito querida, ela estava sepultando sua alegria, sua esperança, sua provisão, seus sonhos, seu futuro, ela estava perdendo seu arrimo, seu sustento, sua segurança. Acontece que ela não sabia que de encontro ao seu cortejo fúnebre, de choro, morte, tristeza e dor, vinha um outro cortejo, em que havia Jesus, o grande Reformador, conduzindo vida e esperança, para reformar, mudar a sua história, a sua vida.

Estamos vivendo tempos de reforma. Reforma em todos os níveis, desde a vida pessoal, passando pelo casamento, família e ministério, alcançando até nosso espaço geográfico, como o bairro, a cidade, a nação. Mas, como sempre temos ensinado, a principal reforma deve ser a reforma pessoal, aquela que nos alcança diretamente, porque sem ela jamais seremos os reformadores desse tempo. Há muitos que precisam experimentar uma reforma radical em suas vidas, pois estão sobrecarregados com muitas coisas mortas em seu histórico. Precisam de um encontro sobrenatural e reformador com o Senhor, como aquela viuva.

Hoje também, você poderá receber uma visitação sobrenatural de Jesus, que vai reformar a sua vida. Porque é possível que você, como muitas pessoas, esteja com caixão nos ombros, carregando “seus mortos” ou “suas coisas mortas”, achando que só lhes resta sepultá-los. Jesus quer tocar você e liberar palavra de vida em áreas mortas da sua vida, para que você deixe de carregar os pesos mortos em seus ombros, que tanto limitam sua caminhada. Hoje pode ser o dia de você dar um grito profético de mudança, que é a base para as grandes reformas pessoais. Hoje pode ser o dia de dizer CHEGA DE CARREGAR COISA MORTA!, quero andar com a vida e não com a morte!

 

CHEGA DE CARREGAR COISAS MORTAS!

 

O Senhor hoje quer tocar nesse “esquife” onde você carrega o casamento, a família, os sonhos, a fé e a esperança, levantá-los e devolvê-los cheios de vida. Pare de pensar e profetizar a morte, deixe de agir como quem carrega a morte nessas áreas de sua vida. Deixe de dizer que não dá mais, que já não tem mais jeito, que se o Senhor quisesse mudá-los, já os teria mudado. Sua boca, seus pensamentos e suas atitudes em relação a você, seu casamento, sua família, seus sonhos, sua fé e esperança PRECISAM MUDAR!

É hora de parar de chorar, deixar Jesus tocar nessas áreas mortas e crer que Ele hoje se encontra com você, para devolver à vida o que estava morto nos seus ombros. Arranque agora mesmo a tampa do caixão: das impossibilidades, das circunstâncias, das limitações pessoais, dos complexos, das feridas emocionais, das lembranças deformadas e doentias, do ódio, da amargura, da falta de perdão, da vingança, do medo, do orgulho, da vaidade, da rebeldia e comece a profetizar, pensar e viver um novo tempo em sua vida.

Profetize, pense e viva um casamento e família vivos. Profetize, pense e viva uma fé e esperança vivas. Profetize, pense e viva os sonhos e projetos do Senhor para você.

Creia que a Fonte de Vida (Jesus Cristo) habita em você. Seu casamento, sua família e seu ministério possivelmente estão esperando pela reforma que o Senhor quer operar em sua vida. Veja os milhares e milhares que estão no mundo a espera da manifestação da glória de Deus através daqueles que, reformados por Cristo, conduzem a Vida, a fé e a esperança, e jamais daqueles que conduzem morte, porque esses nada teem a lhes acrescentar. É tempo de viver uma reforma para fazer diferença nessa geração. É tempo de vitória, de conquistas, de esperança, de riso e alegria, pois aquilo que estava morto viverá, pela fé, em nome de Jesus.

 

            No amor do Senhor da reforma.

 

                                   Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos.

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

1- Você tem carregado algum caixão nos ombros? Se sim, quais tipos de mortos estão dentro dele?

2- O que você efetivamente fará, a partir de agora, quanto a viver um novo tempo de reforma naquelas áreas?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES