AS PRINCIPAIS REFORMAS OCORREM NA VIDA DOS REFORMADORES!

 (Gn 41.45-57)

 

José foi um reformador que Deus usou de forma poderosa no seu tempo. A sua história começa no capítulo 37 do livro de Gênesis. José, como qualquer reformador que Deus levanta, também foi um sonhador. Ali nós vemos que ele teve dois sonhos terríveis: no primeiro, os feixes dos seus irmãos se inclinavam perante o dele e, no segundo, o sol, a lua e onze estrelas se curvavam perante ele. Por tais sonhos, o ódio de seus irmãos por ele cresceu e, com isto, se revoltaram e o venderam como escravo para os ismaelitas.

Aqueles sonhos de José eram o sinal de que Deus faria uma grande reforma, não só nele, mas também em toda a casa de seu pai e nos lugares por onde ele passasse. Mas como todo reformador, José também não foi prontamente aceito e teve que passar por experiências significativas, que não só revelaram a dureza do coração das pessoas e as suas resistências às mudanças, como também serviram para que ele mesmo fosse tratado no seu caráter e para que Deus pudesse realizar os Seus propósitos através dele.

Sonhar é uma coisa, reformar é outra! Via de regra, os sonhos precedem reformas ou mudanças, desde que reformadores decidam realizar estes sonhos. Até que o sonhador seja transformado num reformador, todas as mudanças da reforma acontecerão, primeiro, no seu caráter! Sonhos só se tornam reformas relevantes quando o primeiro a ser reformado é o próprio sonhador!

 

A REFORMA COMEÇA NO CARÁTER DO REFORMADOR!

Deus levantou José para empreender uma grande reforma no seu tempo. O fato de José ter sido testado e aprovado em muitas áreas da sua vida, foi o que o habilitou para empreender as reformas que o Senhor queria fazer.

As experiências na vida de um reformador servem para forjar-lhe um caráter aprovado. Muitas vezes pode até parecer que elas são muito terríveis ou que em nada contribuirão para a realização da reforma, mas o Senhor sabe exatamente do que é preciso para testar, mudar e aprovar nosso caráter. Realmente, não é porque temos uma grande e nobre missão a realizar, que seremos poupados por Deus dos mecanismos divinos para o nosso crescimento e preparo.

 

O REFORMADOR QUE NÃO SE VENCE NÃO REFORMA!

José tinha tudo para desistir dos planos de Deus e abandonar o processo da reforma. Ele foi um sonhador e visionário incompreendido na própria casa. Foi rejeitado, discriminado e vendido pelos irmãos. No Egito, após aparente sucesso, foi tentado pela mulher do chefe e, por não adulterar com ela, foi humilhado e preso. Na prisão foi provado e esquecido.

Tinha tudo para se rebelar contra Deus, odiar seus irmãos, buscar vingança. Tinha tudo para odiar sua vida, sua história, negar a fé e a visão de Deus para sua vida, família e nação. Aparentemente ele era um fracasso e seus sonhos não se realizariam, pois seria impossível que Deus estivesse com ele!

Talvez você esteja se vendo dessa forma e pensando desse mesmo modo. Que sonho de mudança no casamento, na família, no ministério é esse? Do jeito que as coisas vão, com toda essa resistência e guerras que estou passando, como acreditar que o sonho de mudança ou reforma se realizará? Estou procurando realizar o melhor e o que eu recebo é só rejeição, injustiça, vergonha e humilhação. Como me ver como reformador da minha casa se estou perdendo anos e anos da minha vida sem ver um gesto de aceitação, respeito e honra? Como me ver como um reformador de êxito se estou passando por tudo isso?

 

AS PROVAS LIMPAM E CONSOLIDAM O CARÁTER DOS REFORMADORES.

Ser provado é uma coisa, mas estar fora dos planos de Deus é outra! O que reformadores precisam saber é que nem todos os caminhos de Deus são compreendidos e agradáveis a nós, mas todos eles são necessários para o nosso crescimento. As circunstâncias utilizadas por Deus para tratar e temperar o caráter do reformador nunca serão maiores do que os sonhos de reforma de Deus.

A nossa relação com Deus é que determina a nossa postura diante das circunstâncias e da visão de Deus para a reforma. José não perdeu de vista nem a soberania, nem os sonhos de Deus para sua vida, mesmo em face de tantas adversidades. Mesmo em meio às provações, o reformador precisa manter-se debaixo da soberania e dos sonhos e planos de Deus. O que precisamos saber é que, com a prova, Deus quer nos aprovar como reformadores de êxito, tanto no casamento como na família, ministério, sociedade etc.

 

ALGUNS ASPECTOS DO CARÁTER DO REFORMADOR APROVADO:

 

a) FÉ:

Só pela fé podemos agradar a Deus. Nossa vitória, no meio da tribulação, está no exercício correto da nossa fé. A fé nos autoriza a continuar na expectativa de que, no que depender de Deus, as mudanças propostas por Ele irão acontecer.

A fé do reformador aprovado não está baseada nas circunstâncias nem nas respostas de Deus; ela está baseada na pessoa de Deus - no Seu caráter, na Sua soberania, no Seu governo perfeito e na Sua fidelidade. Quando decidimos permanecer crendo no Deus das reformas, nenhuma tribulação ou provação estará autorizada a roubar ou esfriar a nossa fé nEle. Com as provações, Deus espera ver nossa fé consolidada e aperfeiçoada.

 

b) SUBMISSÃO:

Rebeldes não se deixam reformar e nem fazem as reformas propostas por Deus. José, mesmo em meio às adversidades, não se rebelou contra Deus nem contra as autoridades que estavam sobre sua vida, ainda que muitas delas agissem com injustiça. Ora, se as reformas são propostas de Deus para nós, como realizá-las quebrando princípios de Deus? Deus, muitas vezes, permite certas provações para arrancar de uma vez por todas raízes de rebelião escondidas em nossos corações.

 

c) PERSEVERANÇA:

Perseverar é um sinal de caráter aprovado para implementar mudanças! Perseverar no tempo da provação é um aspecto tremendo do caráter dos reformadores, porque denuncia o seu nível de envolvimento e compromisso com os propósitos do Senhor. Ninguém faz reformas, seja onde for (vida pessoal, casamento, família, ministério etc), sem perseverar, principalmente nos momentos em que se levantam as resistências e oposições. Desistidos não se deixam reformar nem reformam.

 

d) INTEGRIDADE:

Corrompidos no caráter não fazem as reformas necessárias, nem em sua vida nem no seu contexto. Íntegros são os reformadores que passam pelos testes sem se corromperem na sua essência. Ser íntegro é não ter rachaduras na sua estrutura, é não negociar os princípios e valores eternos, independentemente do calor das provações. Quem não negocia a integridade no meio dos testes sai aprovado e vê as reformas acontecerem tanto em sua vida e como no seu território. O Senhor usará a sua vida para reformar muitos territórios porque você não negociará a sua integridade.

 

e) SANTIDADE:

Manter-se santo no meio dos testes é um sinal de caráter aprovado. O reformador que quer ser aprovado precisa buscar uma vida santa, nutrir um coração incontaminado, independente das situações que esteja vivendo. Muitas vezes as provações/tentações podem produzir feridas e cadeias na alma da pessoa. A mágoa, o ressentimento, o sentimento de rejeição e abandono, dentre outros, podem entrar na vida da pessoa e macular a sua santidade. Uma alma que não está liberta e nem curada compromete a santidade pessoal e inviabiliza a pessoa, tanto para a reforma pessoal como para a reforma de uma geografia.

No meio das provações, o principal teste de santidade que um reformador passa é o teste do perdão! O perdão corta amarras, rompe cadeias e cicatriza feridas. O perdão é uma chave de vitória sobre a libertação e a cura da alma, porque é o remédio divino que foi  da obra da cruz de Cristo, para nos livrar das cadeias e das feridas da alma.

Não há santidade onde não há perdão! Não há libertação nem cura onde não há perdão! Enquanto o perdão não for liberado, um reformador não é levantado. O perdão sela nossas reformas interiores e nos libera para fazermos as reformas exteriores. Josué permaneceu santo, perdoou e a reforma proposta pelo Senhor se realizou.

 

f) CONVICÇÃO, CORAGEM E FIRMEZA:

Um caráter aprovado nos testes não nutre o medo. É no meio dos testes que nos mostraremos ou não convictos, firmes e corajosos. Medrosos e inseguros não se deixam reformar nem empreendem as reformas necessárias. O reformador aprovado é aquele que sabe que Deus o enviou para um propósito e que, através das circunstâncias, o está preparando para ser uma bênção na vida de muitos outros!

Nunca é a provação que definirá se você será ou não um reformador, o que vai definir isto é o caráter que você consolidou no tempo da provação. Muitos se inviabilizam para as reformas de Deus em suas vidas porque, no tempo da provação, baixam de nível no caráter, não mudam como deveriam. Outros, entretanto, até entram com o caráter num nível bem baixo, mas durante as provações lapidam o caráter, crescem e se tornam gigantes de reformas. Tornam-se referências em suas geografias.

No caminho das reformas divinas, precisamos entender que quando Deus não muda as circunstâncias à nossa volta, é porque Ele quer tratar conosco. Esses são os que se abrem ao tratamento, são reformados por Deus e tornam-se reformadores na família, no ministério e em qualquer território para o qual Deus os enviar. Firme-se no Senhor e use o tempo da provação para crescer no caráter, avaliando-o com o caráter do Grande e Perfeito Reformador de todos os tempos, o nosso Reformador Maior, Jesus Cristo de Nazaré.

 

No amor do Senhor da reforma.

 

                                               Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

  • Deus tem liberdade de fazer as reformas necessárias em sua vida?

  • Você tem sido suado por Deus para ser um reformador em sua geografia?

  • O que estaria faltando a você para ser reformado e se tornar um reformador?

  • O que você fará com base nisso?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES