02/11/2014
 
VENCENDO O CONTRA-ATAQUE DO INIMIGO
(1 Pedro 5.6-9)

 

 

           

O fato é: cada cristão na face da Terra está envolvido numa batalha espiritual contra Satanás e seus demônios! Querendo ou não, entendendo ou não, desde o dia em que você aceitou Jesus Cristo como Senhor e Salvador de sua vida tornou-se inimigo de Satanás. Estamos vivendo dias de grandes conquistas espirituais, tanto no nivel pessoal, profissional e ministerial, como no plano connugal e familiar, porém é justamente nesses períodos que o furor da batalha espiritual se intensifica. Afinal, não encontramos só a operação do Senhor: o inimigo também aumenta suas ações contra nós, pressionando-nos das mais variadas formas, com a intenção de nos tirar da bênção e da posição de vencedores em Cristo.

 

Particularmente nós, os discípulos da Manancial, que recebemos o chamado para termos uma vida com Deus e para consolidarmos nossas famílias, precisamos estar atentos, pois estamos num nível elevado de batalha espiritual. É preciso resistir firmemente o inimigo, porque os seus contra-ataques são intensificados na direção daqueles que firmam o propósito de andar na presença de Deus e ter uma vida segundo os Seus propósitos. Não se trata de profetizar o problema, mas de observar o que a Bíblia nos diz a respeito da batalha e da forma como devemos nos portar nela, para não darmos brechas para o inimigo atacar! Porque a despeito de já estar derrotado pelo nosso Senhor, o inimigo sempre contra-ataca a Igreja de Jesus. Mas hoje vamos ver algumas estratégias para neutralizarmos e vencermos o contra-ataque do inimigo e prosseguirmos no caminho da vitória.

 

O CONTRA-ATAQUE DO INIMIGO VEM POR ONDE?

A grande porta que se abre para os ataques do inimigo é o pecado, que nasce nas áreas de nossas vidas que estão carentes de libertação, cura divina e discipulado. São as áreas de fragilidade, onde as brechas espirituais são abertas. Alguém mostra que tem áreas de fragilidade em sua vida quando está envolvido, entre outras coisas, com: ira, ódio, amargura, ressentimentos, brigas, traição, rebelião, insubmissão, drogas, álcool, fornicação, prostituição, adultério, perversão sexual, pensamentos impuros, brincadeiras sujas, mundanismo, profunda ligação com amigos mundanos e perversos.

 

Uma alma nessas condições está fragilizada e torna-se alvo fácil para o contra-ataque do inimigo, que vem para roubar a paz, autoridade e comunhão com Deus. Lembre-se que só o sangue de Jesus fecha todas as brechas e que só um discipulado ajustado muda carater e atitudes. Por isso arrependa-se, peça perdão ao Senhor e assuma um estilo de vida compativel com os princípios do Reino de Deus. Sem brechas na sua vida, o inimigo poderá até rondá-lo, mas jamais tocará em você.

 

COMO NEUTRALIZAR O CONTRA-ATAQUE DE SATANÁS?

O Espírito nos diz, em 1 Pe 5.6-9, que é preciso ser sóbrio, vigilante e resistir firme na fé e, em Mt 28.20, nos diz que o Senhor Jesus está conosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Com estas bases em mente, atente para algumas orientações importantes.

 

1- VOCÊ NÃO O ATACOU SOZINHO – O SENHOR ESTAVA COM VOCÊ!

Jesus é o Grande Vencedor e diz está com você todos os dias. Ele vai à sua frente. Estando coberto pelo Sangue do Cordeiro você é vencedor, porque para Satanás vencer você, ele terá que primeiro vencer o Senhor e isto é impossível! Lembre-se que em Cristo, você é discípulo nobre e sua vocação é a vitória e não a derrota!

 

2- CUIDADO COM SUA LÍNGUA, SEUS OLHOS E SEUS OUVIDOS.

Se somos discípulos de Jesus, precisamos falar, ver e ouvir como Jesus. Quem usa mal essas funções tão importantes, em geral abre grandes brechas para o contra-ataque. É preciso santificarmos nossa boca, nossos olhos e nossos ouvidos.

 

A maneira como falamos e o conteudo do que falamos depende de quem nós somos, tanto no plano da alma como no do espírito. O Senhor nos diz em Lc 6.45 que: “O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração”. Nossos valores e princípios vão influenciar não só no que falamos, mas também na forma como nós vemos e ouvimos.

 

Dependendo do estado da nossa alma, esses importantes órgãos da nossa vida relacional poderão ser aliados do Senhor ou do inimigo. Uma pessoa não liberta nem curada pode, em geral, abrir brechas enormes para o contra-ataque do inimigo, pela maneira como vê, ouve e fala!

 

Aprenda a calar e a falar na hora certa. Não agrida. Exponha suas opiniões, mas evite discussões desnecessárias. Não murmure, louve e adore sempre! Não amaldiçoe (nem você, nem os outros). Profetize sempre a vitória e a bênção, semeando palavras de vida em todas as direções. Não dirija seus olhos para o que não convém. Jamais empreste seus ouvidos aos fofoqueiros, murmuradores e maledicentes.

 

3- ASSUMA SUA POSIÇÃO E NÃO SE INTIMIDE COM AS ACUSAÇÕES DO INIMIGO!

Creia e proclame que Deus está operando em você! Satanás é o acusador e sempre vai lembrar-lhe que você tem falhas. Sua intenção é paralisar você, levando-o para o território da dúvida, insegurança e incredulidade, tanto no Senhor, como na Sua Palavra e na sua posição em Cristo. Pela fé apague todos esses dardos inflamados dele, lançados contra o corpo, a mente, as emoções, a vontade.

 

Permaneça sóbrio e vigilante quanto às circunstâncias, pensamentos e sentimentos que o inimigo utiliza para nos derrubar. Não receba suas mentiras.  Em Cristo você ainda não é tudo o que poderá ser, mas já não é mais tudo aquilo que você era – você é nova criatura! Aleluia! Volte-se para ele e declare que você “está em obras” e que Aquele que a começou é fiel para completá-la!

 

4- QUANDO AGREDIDO, NÃO REAJA, MAS AJA NO ESPÍRITO.

Busque viver frutificando no Espírito (Gl 5.22-23). Quando você reage a alguma ofensa, você está na mesma linha de operação do seu ofensor, isto é, na carne! Isso gera morte e não vida, o que se torna uma brecha aberta para o inimigo.

 

A saida nesses casos é procurar agir no Espírito, perguntando sempre a Jesus como Ele agiria naquela situação. Se alguém vem a você com pedras, vá com amor e libere o perdão. Agir assim não é fácil, pois requer muita disciplina e revelação da sua identidade em Cristo, mas não é impossível e garantirá a sua vitória.

 

5- MANTENHA SEU FOCO NO SEU REAL INIMIGO.

Gente nunca é o inimigo da gente! Não lute contra as pessoas. Lute contra a sua própria carnalidade e contra Satanás e seus demônios. Em Ef 6.12 lemos que nossa luta não é contra nossos semelhantes (carne e sangue) e sim contra Satanás e seus agentes da maldade. Por causa das brechas perde-se a visão espiritual, muda-se o foco da batalha e Satanás consegue mais um aliado para promover contendas, divisões e facções na Igreja e na família, enfraquecendo as ações de conquista.

 

Feche as brechas em sua vida. Recuse-se a ser um “balcão de negócios” de Satanás. Ore a Deus pedindo humildade, sabedoria e discernimento espiritual. Busque a reconciliação, mesmo que até então você se ache o ofendido; vá ao seu ofensor, peça perdão e perdoe-o.

 

Quebre as palavras de maldição que saíram se sua boca, bem como as alianças e legalidades que se estabeleceram por causa delas. Libere-se de sentimentos malignos como ódio, amargura, baixa-estima e assuma a sua identidade em Cristo: nova criatura, filho muito amado do Senhor, nobre de Deus aqui na Terra. Busque pensamentos e atitudes nobres, não andando na carne, nem como o mundo, mas posicione-se contra Satanás, o pecado, a carne e o mundo, e tome posse da vitória, porque esta é a sua vocação em Cristo.

               

                No amor do Senhor da Colheita Ampliada.

 

Aps Aurelio Jesus Santos e Susana M. B. Santos.

 

 

PERGUNTAS PARA A REFLEXÃO CELULAR:

  • Há algum nível de contra-ataque ou retaliação do maligno em sua vida, família, ministério etc?

  • Há algum tipo de “brecha” espiritual em sua vida por meio da qual o inimigo possa estar agindo contra você? Qual?

  • O que você efetivamente fará em relação à sua integridade espiritual a partir de agora?

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES