CAMINHAR NA UNÇÃO FAZ TODA A DIFERENÇA NA VIDA DO CRISTÃO!

 (1 Sm 10.1-8)

 

A unção de Deus é um revestimento de poder, através do qual a pessoa é preenchida/envolvida pelo Espírito Santo, para que possa representar o Senhor na Terra, com um fim específico. A unção é, por assim dizer, o ato divino de separar, comissionar e capacitar alguém para algo específico que Deus quer realizar.

Para caminharmos, como homens e mulheres de Deus, testemunhando o Evangelho e manifestando a glória de Deus, necessitamos da unção do Senhor! Precisamos o tempo todo do revestimento de poder do Espírito Santo de Deus. Afinal, sempre que Deus quer fazer algo na Terra Ele levanta os seus ungidos e ungidas.

                Para não desviarmos da rota do êxito espiritual nem perdermos o alvo, precisamos andar nos dois trilhos mais significativos para o cristão: a Palavra de Deus e o Espírito Santo de Deus. Quando nos expomos a essas duas dádivas de Deus para a Sua Igreja, passamos a desfrutar da vida abundante que Cristo veio para nos dar e nos encontramos com as conquistas do Senhor para nós. Não se pode conceber que uma pessoa tenha uma vida espiritualmente sadia em Cristo sem a submissão e obediência à Palavra e ao Espírito Santo.

 

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DA UNÇÃO:

1- A unção é de Deus (1 Sm 10.1).

                Embora ela esteja na vida de homens e mulheres de Deus ela pertence a Deus. Ainda que os ungidos e ungidas tenham certa autonomia em relação ao mover da unção, ela não é propriedade humana, mas divina. Ela é de Deus, vai para os homens e mulheres de Deus, mas volta para Deus.

 

2- Toda unção tem um fim específico (1 Sm 10.1).

                Ao ungir alguém com Seu Espírito Deus tem um propósito específico. A unção não pode ser usada para outro fim que não o de glorificar a Deus e cumprir um propósito específico de Deus na Terra através daquela pessoa. Unção de Deus nunca é para exibicionismo, vanglória ou demonstração de poder humano.

 

3- É pelos seus frutos que uma unção é testificada.

                Toda unção deve frutificar para cumprir o propósito de Deus. Os frutos da unção são um selo externo de que ela está presente na vida de uma pessoa. É pelo fruto produzido que se testifica que a unção está presente.

 

PRINCIPAIS OBJETIVOS DA UNÇÃO DE DEUS:

                Sempre que o Senhor unge ou separa alguém Ele tem pelo menos dois propósitos:

 

1- Servir:

                A finalidade da unção é Deus preparar e levantar servos e servas para servir e abençoar o povo (1 Sm 10.1). A unção é para servir e não para ser servido. A unção de Deus traz um nivel de honra para quem é ungido, jamais põe uma coroa na sua cabeça! Deus unge, mas jamais deixa de ser Deus! É praticamente impossivel alguém servir a Deus e ao povo, da forma como o Senhor requer, sem a unção de Deus sobre a sua vida. O fato é que somos tão duros, que até para servir precisamos da capacitação do Servo dos servos, o Senhor Jesus Cristo de Nazaré.

 

2- Mudança de coração:

                Quando alguém é ungido por Deus, o Espírito Santo passa a exercer o controle sobre essa pessoa. Tal controle objetiva também a mudança do coração da pessoa ungida. Efetivamente, quando o Espírito de Deus se apodera de uma pessoa, o coração dela é mudado. A unção vem para libertar e mudar o coração do ungido (1 Sm 10.6,9). Em Isaias 10.27 a Palavra nos diz que a unção (gordura ou óleo) despedaça ou destrói o jugo que está sobre alguém.

 

REFLEXOS QUE A UNÇÃO DEVE TRAZER PARA A VIDA DO UNGIDO:

                Ao produzir servos e servas com o coração transformado, a unção de Deus promove muitas mudanças comportamentais na vida da pessoa. Tais mudanças podem ser identificadas pelos seguintes reflexos da unção na vida dos ungidos e ungidas de Deus.

 

1- A unção gera uma vida de adoração (1 Sm 10.8).

                Quanto mais se flui na unção mais fome e sede de Deus, mais interesse em viver na presença de Deus. Ao contrário do que muitos entendem e praticam, a unção não gera pessoas independentes, mas cada vez mais dependentes de Deus para continuar fluindo na unção.

 

2- A unção gera uma vida de submissão e obediência a Deus e às autoridades (1 Sm 10.8).

                Unção de Deus e rebelião nunca combinam. Quanto mais unção mais submissão e obediência. Toda rebelião macula a unção.

 

3- A unção gera humildade (1 Sm 10.15-16).

                A unção quebra os jugos, libertando a pessoa que foi ungida (Is 10.27). A humildade no servir deve ser o reflexo direto da unção de Deus na vida de uma pessoa e é um dos sinais mais significativos de que ela foi liberta pela unção! Por isso, a unção de Deus não pactua com exaltação pessoal, nem com desejo de reconhecimento e, muito menos, com presunção, soberba ou vaidade. Ninguém serve efetivamente sem um coração humilde e quebrantado.

 

4- A unção não cega nem aliena o ungido.

                Deus não unge alguém para torná-lo cego e alienado para as realidades pessoais, familiares etc. A unção nos conecta com Deus e os Seus propósitos, mas não nos desconecta das realidades à nossa volta. O texto de 1 Sm 10.26 diz que Saul, depois de ungido, voltou para a sua casa. A família não pode sair do foco do ungido. O primeiro lugar em que o ungido deve servir é na sua casa!

 

COMO MANTER A UNÇÃO? 

                É possivel alguém perder a unção, mesmo que alguma vez já tenha sido muito usado pelo Senhor. Para manter a unção fluindo em sua vida o ungido precisa ter:

 

1- Fé:

                Como andar conforme os propósitos e desígnios de Deus sem fé? Ela é uma necessidade para a pessoa permanecer servindo a Deus e aos homens com o propósito correto e a motivação certa.

 

2- Santidade:

                Como fluir na unção e não permanecer na presença de Deus? Como permanecer na presença de Deus sem uma vida de santidade? Com a unção o Senhor separa (ou santifica) o ungido e Se apodera dele.

 

3- Carater Cristão:

                A pessoa ungida é alguém que deve agradar a Deus e se agradar dEle. Quem é ungido por Deus precisa nutrir bom testemunho com os de dentro e com os de fora, tanto da família como da Igreja.

 

4- Submissão e Obediência a Deus e às autoridades instituidas por Deus sobre sua vida.

 

5- Espírito de Unidade:

                Os ungidos de Deus trabalham pela UNIDADE DO CORPO DE CRISTO. São pacificadores, refratários à rebelião e à divisão, não gananciosos, nem invejosos. Os ungidos de Deus se movem pela rota da honra.

 

CONSEQUÊNCIAS E PERIGOS DA PERDA DA UNÇÃO:

                As consequências da perda da unção para que foi ungido por Deus são várias, mas destacaremos algumas extraídas do livro 1 Samuel:

1- Torna-se desagradável a Deus (13.14).

2- Perde a confirmação divina do chamado (13.14).

3- Passa a conduzir-se conforme as circunstâncias e entendimento humano (13.8-12).

4- Puxa a glória para si (15.12).

5- Sacraliza o profano e profana o sagrado (15.1-3 e 15.14-23).

6- Deixa de andar no temor de Deus para andar no temor dos homens (15.24).

7- Busca manter-se no posto por dominação e manipulação humana (15.25-30).

8- Até o povo percebe que se torna alvo dos tormentos de espíritos malignos (16.14-15).

9- Perde a autoridade espiritual (16.25 e 17.11).

10- Deixa entrar a inveja, o ciúme e a raiva no coração (18.6-13).

 

COMO RECEBER A UNÇÃO?

                Alguns passos podem ser analisados aqui:

1- Ter Jesus como Senhor e Salvador.

2- Buscar e obedecer ao Senhor glorificando-o em tudo.

3- Desejar servir ao Senhor conforme os Seus propósitos.

4- Desejar ser cheio da unção, confessando sua necessidade de tê-la para servir a Ele e ao próximo.

5- Pedir a Deus em oração.

Todos os direitos reservados a Igreja Missionária Manancial

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • MANANCIAL
  • MANANCIAL

Desenvolvido por PLENA PRODUÇÕES